Membros Participantes

segunda-feira, junho 17, 2013

1

De volta ao passado...AMPX (Parte 6)

Com seu Estatuto aprovado em uma Assembléia Geral no dia 14 de março de 1981, a AMPX foi fundada por apaixonados pela faixa do cidadão. Na época, um hobbye de poucos devido a complexidade para adquirir equipamentos, não existia importação como nos dias de hoje. 
Os idealizadores não pouparam esforços, sacrificando horas de trabalho e lazer para concretizar esse ideal. Sendo AMPX uma entidade de caráter apolítico, tinha como objetivo a assistência e prestação de serviço aos seus filiados, além de estar predisposta a filantropia em todos os aspectos. Era importante que cultivássemos harmonia, cordialidade e um espírito de união entre todos por um denominador comum, que era a faixa do cidadão. Com um QAP no canal 5 em AM, a AMPX não reunia todos os radio-operadores da cidade. Em seu nascedouro já enfrentava a oposição de alguns que por sua vez fundavam grupos aqui e ali. 
Ao longo de sua história, participou de grandes eventos de âmbito municipal e estadual, como campanhas em época de enchentes, cobertura em eventos esportivos,  nacionalmente participou da campanha da poliomielite.
Com QAP no canal 9 de emergência, também  participou  auxiliando as autoridades civis e militares em amplos seguimentos. Sem partidarismo, sempre contou com o apoio de todos os segmentos da política mesmo em épocas de ditadura.
Tão importante era sua atuação, que sempre que se fazia necessário, as autoridades ou organizadores de eventos sabiam poder contar com um número expressivo de voluntários dispostos a bancar do próprio bolso com tudo que se fizesse necessário para o bom desempenho da função que lhe era outorgada. Nessa época não existia o celular, poucos orelhões e a comunicação se tornava precária. Não podemos deixar de falar sobre os encontros, festas, churrascos,  onde sempre reinava um clima de amizade e alegria. Onde trocávamos idéias sobre o rádio e formávamos uma verdadeira família. Mas nem tudo era só alegria, pois como em todo grupo, sempre existem aqueles que não comungam das mesma idéias e vez por outra víamos surgir grupos de dissidentes.  
A AMPX por sua vez se manteve, como entidade oficial, reconhecida de Utilidade Pública pela Câmara Municipal de Juiz de Fora e reconhecida como representante da classe pela ANATEL. Não existindo nenhuma outra ao longo da história em JF.
Com o tempo decidimos expandir nossos conhecimentos e  montamos grupos de estudos para prestarmos exame e nos tornar também radioamadores. Então, contando com a ajuda de colegas mais experientes e o apoio do veterano Sr. Pedro – PY4HJ, começamos a estudar  e galgar outros patamares. Foi quando surgiu a ARA co-irmã da AMPX.
Nosso maior sonho foi sempre contar com uma estrutura física. Uma edificação para podermos nela, agregar valores culturais e ministrarmos aulas, realizando eventos e mantendo uma sede onde todos seriam bem vindos. Foi-nos cedido um terreno pela prefeitura, onde teríamos o direito de uso. Com o esforço de alguns colegas, juntamente com doações e algum dinheiro que mantínhamos em caixa, conseguimos dar uma arrancada e levantarmos algumas paredes. 
Mas o sonho terminou um dia e tivemos que devolver o terreno a prefeitura. Nessa época, os colegas já haviam se afastado e aos poucos, a associação foi se desfazendo. Não atribuo culpas. Pois uma entidade quando é realmente forte, nada a desestrutura. Não são fofocas e fatos isolados que a fariam acabar. Se dissesse aqui que fulano ou beltrano fez isso ou aquilo, teria também que admitir serem eles fortes, e isso não eram e nunca serão. Acredito que a AMPX, se encontrava doente e minada. Ela sucumbiu por si só. Pois uma entidade só é forte se seus membros forem fortes. 
Todos fraquejaram e deixaram a coisa acontecer. Como disse um cantor: “Sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto é realidade.”  Faltou união, faltou sonhar junto.  Mas como em toda democracia, a liberdade de opinião e escolha foi respeitada. O livre arbítrio nos levou ao que somos hoje, ou seja, nada. Um bando sem nenhuma representatividade. Órfãos de pai e mãe. Sem saber onde pedir abrigo.
 
Por: Alba Watson Renault

Em homenagem a Adilson Sabonete CBPMMG

((•)) Ouça este post

Um comentário:

Renato Moreira disse...

Vendo essa matéria, me peguei a pensar.... e voltei na década de 1980/1990 quando fui mordido pelo bichinho da Faixa do cidadão, como era gostoso, Grupo Lua de Prata, operadores da faixa do cidadão P.X de Osvaldo Cruz- S.P, com sede própria na rodoviária da cidade, torre de 25 metros e o nosso bom e saudoso Cobra 148 GTL, quantos D.X, tardes de contestes, assinar diplomas, a galera toda com a carangas e suas antenas "maria moles" titanim e k9 era um barato, Q.A.P 24 horas,revezadas por seus integrantes nas bases fixas em uma época que na nossa região se alugava telefone fixo na imobiliária por seu alto custo, atendíamos várias ocorrências pois além de ter as placas na Rodovia Cmt Jõao Ribeiro de Barros demanrcando território da faixa no canal 15 A.M tinhamos equipado tanto o corpo de bombeiros como a base da policia rodoviaria estadual que está sediada a 30 km de nossa cidade com radios e antenas para que pudessemos manter contato em casos de urgência e emergência que nos era reportadas via rádio, época boa, sem balaio as pessoas mesmo jóvens respeitavam os canais, enfim como na matéria tudo muito bonito, muito correto, atendimentos até em outros paises vizinhos como Uruguai, Bolivia na qual fizemos envio de remédios para pessoas que estavam passando por necessidades e que chegaram até a nós via rádio, levamos o titulo de UTILIDADE PUBLICA, devido a esses atendimento e a campanhas na nossa cidade e foram muitas, mais ai chegam os que acham que está chato demais, tudo muito corretinho e começaram a bagunça, foi plantada a discordia e a intriga, todo aquele sonho que fizemos por anos realidade foi a chão,por nosso comodismo,por estar além de nossa luta , pois a "cama de gato" foi bem feita, acabou-se o nosso sonho e a realidade deles também não durou muito, nós abaixamos as antenas,embrulhamos nossos "cacholas" na flanela e colocamos no armário, nossos indicativos PX 2 c/d e/j foram para a gaveta e por lá esquecidos, agora por anos em silencio, quem sabe levantando uma antena aqui outra ali nós não possamos nos levantar de novo, hoje com os telefones celulares, internet e tantos meios de se comunicar, quem sabe o saudosismo nos leve a falar mais e mais longe por mais tempo,Amar o radio e tudo de bom que ele tras consigo é amar a si mesmo e ao proximo com dignidade, amizade e paz, que seja essa a mensagem .
Um forte abraço aos amigos da 4 região AMPX.

Renato Moreira 2 região, Osvaldo Cruz PX2Z 3763

Cadastre seu e-mail para receber novidades

Sem instrumentos, não adianta!

Sem instrumentos, não adianta!
clique na imagem

Postagem em destaque

Consertando e ajustando pastilhas de wattímetro Bird

"Para aqueles que acham que este instrumento é incorruptível", é bom saber que os wattímetros Bird usam elementos removíveis, cha...

→ TVi ↓

TVi é um dos problemas mais sérios que o radio-operador pode sofrer. Pensando nisso, aqui vai algumas dicas seguras sobre como evitar este problema.

1º Cabo: Tem gente que acha que é só soldar o fio no conector e está tudo certo. Ledo engano!

Antes de soldar o conector, certifique-se que a malha esteja totalmente prateada, brilhando. Caso não esteja, substitua o cabo, ele está oxidado. "É a ação do tempo".

2º Conector: Verifique a qualidade do conector no ato da compra, e caso seu conector esteja a anos sendo utilizado (ou guardado), passe uma lixa fina por dentro no local onde encaixa a malha. Não deve haver nenhum tipo de sujeira ou sinal de oxidação.

3º Conector fêmea do rádio: Utilize uma chave de estria tamanho 19 e aperte a porca. Mal contato é um problema sério. Verifique a solda interna após o reaperto.

4º Não utilize antena tipo 5/8 caseira entre prédios e condomínios que estejam em locais mais altos que sua estação à distâncias menores de 10 metros. Lembre-se que a antena 5/8 irradia em ângulo reto, e a antena de tv do vizinho pode ser aquele famoso "bombrill".

Escolha sempre antena 5/8 industrial. Se for caseira utilize 1/4 de onda, pois seu lóbulo de irradiação aponta a ionosfera, ao invés do horizonte, como no caso da 5/8.

5º Não abra o ALC do equipamento. O ALC libera espúrios. Ao abrir potência do equipamento mantenha a proteção ALC. Da mesma forma que fazemos em nosso laboratório. Isso é imprescindível. Abrir ou aumentar potência não tem nada a ver com liberar ALC. Isso é para incompetentes e palitadores. Se abrir a potência do equipamento lembre-se de deixar o ALC atuando.

6º Estacionária: Nunca se esqueça que estacionária baixa não tem nada a ver com ressonância. A antena pode estar com roe ótima em determinado local, mas ressonar lá na casa do...

7º Identificar o "plano terra": Plano terra não tem nada a ver com antena plano terra. Você deve saber onde é o plano terra de sua estação, e o mesmo não tem nada a ver com o solo. Descobrindo o plano terra, a partir dele você saberá qual é a altura ideal para sua antena. Respeitando esta regra, além do rendimento otimizado de sua Estação, jamais correrá riscos de TVi. Dúvidas?

Consulte-nos.

→ Power RF Aprenda ↓

Como saber a potência correta sem ser enganado?

Primeiro, pesquise sobre o DATASHEET do transistor do seu rádio, leia a respeito, verifique a potência máxima levando em consideração a voltagem do transistor. A base de cálculo é a fonte de alimentação, então o parâmetro é 13,8 volts.

Se apresenta 8A de consumo em amperímetro digital "com congelamento de pico máximo", basta multiplicar 13,8v por 8A e o resultado dividir por 2.66, eis a potência correta, que são 41,5 watts de envelope - PEP. Em miúdos, no assovio tem que dar 41,5 watts, e na modulação 60% por conta do péssimo modulador original, então restam quase 25 watts de modulação real. Viu porque não adianta palitar? Girar ou abrir posição de trimpot apenas gera mais calor, e calor é igual a perda. Quanto mais se aquece o transistor, mais fecha a entrada de gate quando aquecido, e por isso você precisa alterar alguns componentes na saída, porque eles impedem o rendimento da potência final (isso só serve para rádios PX).

Um rádio na atualidade - 2015 - original apresenta 20w PEP SSB em média, então você tem 13,8v X 4A de consumo, que é = 55.2w Dividido por 2.66 = 20,75w efetivos. Ou seja, fonte de 5A para esse rádio original toca com folga.

Rádios com upgrade apresentam consumo entre 12A e 16A "em média" para mais, então você tem 13,8v X 12A = 165,6W em calor (em perda) divididos por 2,66 = +- 60w que representa o % aproveitável, e em média máxima "para 13,8v". Com voltagens DC to DC na alimentação, essa potência pode ultrapassar os 100 watts aproveitáveis, mas não há área de dissipação, então não recomendo. A bem da verdade, eu literalmente pago para ver alguém conseguir reproduzir o sistema que patenteamos, DC to DC.

Se utilizar bateria de 12v, o consumo em amperagem é maior. Quanto maior a voltagem, menor consumo em amperagem, quanto menor voltagem, maior consumo em amperagem.

By: Lei de Ohm.

Medições fora deste parâmetro são equivocadas.

Fale comigo

→ Dica de Segurança

A vantagem do Rádio na estrada, além da possibilidade de fazer grandes amigos, é saber o que está acontecendo lá na frente. Um possível deslizamento, bloqueio de pista, uma possível blitz falsa, assaltos, áreas perigosas, carros suspeitos e acidentes. Na verdade, o operador da Faixa do Cidadão precisa de muita malícia, porque em todo lugar haverá maldade e oportunismo. Já houve caso de amigo que quase foi morto em emboscada armada através de convites feitos na própria faixa. Pessoas que se passaram por radio-operadsores o chamaram para tomar um café e o mesmo foi, sem maldade nenhuma, mas estavam na verdade de olho em sua carga de remédios, relata João, Estação Cachorro Louco (Juiz de Fora MG). Portanto amigos, é possível sim fazer do rádio um ambiente saudável e seguro, basta denunciar quaisquer irregularidades e ficar atentos a desvios de conduta. Aproveite e faça sua parte, seja cordeal, e não se misture com radio-operadores que desrespeitam a faixa utilizado linguajar de baixo calão. Em caso de problemas, procure um posto da Polícia Rodoviária Estadual/Federal.

Oferecimento:

PXJF YOUTUBEadio.com.br

→ WATTÍMETRO BIRD - SAIBA TUDO